Viação Verdes Mares adquire duas unidades de CAIO Apache Vip IV

A Viação Verdes Mares, que opera no transporte coletivo urbano em São Francisco do Sul e em Araquari, além do transporte intermunicipal de passageiros entre São Francisco do Sul, Araquari, Balneário Barra do Sul, Joinville e Barra Velha adquiriu recentemente duas unidades do modelo CAIO Apache Vip IV com chassi Mercedes-Benz OF-1721 BlueTec 5 equipadas com ar-condicionado, bagageiro, cinto de segurança, poltronas com estofamento e porta USB.

São as primeiras unidades da marca CAIO compradas pela empresa além de uma quebra de jejum de 9 anos sem comprar Mercedes para o setor intermunicipal, pois no urbano de São Francisco foi adquirido um exemplar em 2013.

A Verdes Mares acompanha a tendência da empresa Gidion, do mesmo grupo, na compra de carrocerias da marca CAIO, é previsto até o final do ano a aquisição de novos ônibus para o setor rodoviário.

Mudanças na rota da Praiana em Porto Belo

Terminal Rodoviário José Carlos Moreira

A partir de 1 de julho começa a funcionar o novo Terminal Rodoviário de Porto Belo e com isso haverá mudança nas linhas intermunicipais que passam pela cidade. As linhas da Praiana passam a ter o novo terminal como ponto inicial e final de todas as linhas. O terminal fica na rua João Vanderlino Guerreiro, esquina com a rua José Alexandre Rocha, no bairro Perequê e não mais no centro do Município.

Para não prejudicar os usuários que estavam acostumados a pegar o ônibus no centro, a Praiana vai disponibilizar a partir de de domingo, em fase de teste, um ônibus alimentador que irá fazer a conexão entre o antigo ponto de partida e o novo terminal, isso sem custo adicional para o passageiro. “A única exigência que faremos, e que inclusive está prevista no Decreto, é de que os usuários estejam cadastrados em nosso sistema de bilhetagem eletrônica, o cartão Passe Fácil, que será implementado a partir do dia 17 de julho em toda a região”, explica o gerente administrativo da Praiana, Rafael Werner Seára.

Para conferir os horários e as rotas dos ônibus, clique aqui. 

Texto de ELAINE MAFRA
Fonte: Diarinho

Justiça libera licitação do transporte coletivo em Joinville

A Prefeitura de Joinville tem um ano para lançar a licitação do transporte coletivo, em determinação judicial passível de recurso. Em decisão publicada na sexta, a 1ª Vara da Fazenda Pública estipulou esse prazo para a concorrência e também reconheceu uma dívida de R$ 125,4 milhões do município com as duas empresas por causa do desequilíbrio do contrato entre 1998 e 2010 (tarifa esteve abaixo do indicado na planilha de custos). O montante, hoje em R$ 173,4 milhões se atualizado pelo INPC desde o final de 2012, deve ser usado no pagamento da outorga no momento da licitação, ou seja, Gidion e Transtusa pode usar o crédito para “pagar” a quantia a ser exigida pela Prefeitura na futura licitação – a cobrança é feita às empresas interessadas em explorar o serviço. Em Curitiba, no início da década, foi adotado modelo semelhante na concorrência (a lembrança do exemplo é da coluna, não da sentença).

A batalha judicial envolvendo o transporte coletivo iniciou em 2010, quando as empresas entraram com ação sobre o desequilíbrio do contrato. Perícia judicial apontou débito de R$ 268 milhões da Prefeitura com as empresas entre 1997 e 2010. No final de 2012, o governo Carlito Merss reconheceu R$ 125,4 milhões desse débito. Como esse valor viria a ser previsto na outorga na licitação, as empresas não protestaram. O governo Udo Döhler não aceitou e passou a rejeitar o acordo, apontando necessidade de aval da Câmara. A metodologia aplicada na perícia da dívida também foi questionada. O contrato, feito sem licitação em 1999, venceu em janeiro de 2014 e foi prorrogado até que saísse a concorrência. Nesse intervalo, em abril de 2015, as empresas conseguiram liminar para suspender as tratativas da concorrência – cuja preparação já estava praticamente paralisada – até que fosse decidido o futuro da dívida. Foi nessa ação que saiu da decisão de agora, com determinação de licitação e reconhecimento parcial da dívida.

Cálculo
O montante de R$ 125,4 milhões, reconhecido em 2012, foi definido com base em recomendação de consultoria. Naquele momento, o débito já estava em R$ 341 milhões (atualização da dívida apurada na perícia). Com redução do valor da remuneração do capital investido e desconto dos juros, o montante caiu.

No edital
Como imaginam que mesmo menor, jamais a Prefeitura terá como reembolsar a quantia, as empresas não devem ver problema em abatimento na concorrência. Afinal, ainda que apareçam concorrentes dispostos a pagar R$ 125,4 milhões à Prefeitura para explorar o sistema pelos próximos anos, o município teria de usar o recurso para pagar as atuais concessionárias.

Não levaram
Na ação do transporte coletivo, em dado momento as empresas de ônibus apresentaram pedido de prorrogação do contrato por mais 15 anos, conforme a alegação da Prefeitura. A solicitação não foi aceita.

Pela planilha
Em outra decisão judicial sobre o transporte coletivo de Joinville, sentença confirmou liminar de 2015 com determinação para a Prefeitura atender à planilha de custos ao definir o valor da passagem do ônibus.

Texto de Jefferson Saavedra
Fonte: Jornal A Notícia

Empresa de transporte urbano testa novo ônibus em Lages

Foto: Patrícia Vieira

Um ônibus do transporte público de Lages que está circulando pela cidade está chamando a atenção da comunidade. O veículo desperta curiosidade pela cor. Ele é cinza. Um teste é o principal motivo de o ônibus ser “diferente”.

O gerente de tráfego da empresa Transul, Genésio Küster, explica que trate-se de um veículo Mercedes-Benz, com chassi OF-1721L.

O veículo é composto de uma nova tecnologia, equipado com motor Euro 5, e possui um tratamento da saída dos gases de escapamento, o que reduz a emissão de poluentes na atmosfera. A tecnologia BlueTec5, presente nos caminhões e ônibus Mercedes-Benz desde 2012, foi desenvolvida para atender à norma Proconve P-7.

O ônibus que possui 38 assentos deverá permanecer em circulação durante todo este mês para ser avaliado. Se aprovado, o modelo poderá compor a frota futuramente. “A previsão é que pelo menos 12 novos ônibus sejam adquiridos em 2019.”

De acordo com o monitor Carlos Roberto da Silva, o veículo é desenvolvido com motor OM 924 LA de 4 cilindros, com potência de 208 cv e 780Nm de torque. O OF-1721L prioriza além da economia de combustível, a rentabilidade e a qualidade do transporte de passageiros.

Projetado para criar uma variação na família de OFs de 17 toneladas e atender cidades que buscam soluções na mobilidade urbana, além de confortável, a marca considera a estabilidade e qualidade que a suspensão pneumática oferece aos passageiros. Esta solução diminui o nível de trepidações do chassi e reduz o ruído interno do veículo.

Neste contexto, Silva explica que o ônibus ficará circulando por três dias em cada linha, para ser testado e avaliado. Os principais itens observados durante o transporte, são o desempenho do motor, consumo de combustível e consumo de ARLA 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo).

Frota
A Transul possui 70 veículos, com 29 linhas que percorrem mais de 240 mil quilômetros na cidade. Em 2017 foram comprados 18 novos ônibus.

O que é a fase P7 do Proconve?
Proconve P7 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores) que entrou em vigor em janeiro de 2012. É uma legislação similar à europeia Euro 5. A P7 traz redução de 60% de óxido de nitrogênio (NOx) e de 80% das emissões de material particulado (MP).

O que é e como funciona o ARLA 32?
É um reagente líquido, à base de ureia, específico para aplicação veicular, injetado no escapamento por um sistema de dosagem, necessário nos veículos com a tecnologia SCR. No catalisador, ocorre reação química que transforma o óxido de nitrogênio (NOx) em nitrogênio e vapor d’água, reduzindo os níveis de emissões. O ARLA 32 somente pode ser fabricado e vendido mediante certificação de órgãos técnicos.

Texto de Patrícia Vieira.
Fonte:Correio Lageano

Usuários acionam Ministério Público após o cancelamento de linha

Um grupo de usuários de transporte coletivo foi ao Ministério Público pedir providências após a empresa responsável encerrar a linha entre Araranguá e a comunidade de Três Barras, em Morro Grande. A principal reclamação é que cerca de 20 pessoas ficarão isoladas, sem ter como chegar aos locais de trabalho.

Segundo Jocelani Dordette, que utiliza a linha há mais de 10 anos para ir a Araranguá, a empresa avisou do cancelamento com apenas quatro dias de antecedência. “Todo dia tem 17, 18 pessoas indo e voltando, fora mais gente nos outros horários. Em torno de 25 pessoas utilizam o ônibus todos os dias. Hoje já não tem mais ônibus. Tem gente que foi de carona. Tem gente que precisou ir de Sapiranga a Araranguá de bicicleta. Uma linha antiga, com mais de 35 anos”, revela.

Já para o gerente comercial da União, a empresa responsável pela linha, José Luís Plácido, o negócio se tornou inviável devido à baixa demanda. “Nós fizemos um levantamento. A princípio, a paralisação da linha era prevista para o dia 15 de dezembro. Fizemos um mês a mais, a pedido do prefeito de Morro Grande, mas apresentamos os números para ele e mostramos que ficou inviável. temos sete ou oito pessoas fixas, que sempre pegam aquela linha. Estudamos várias alternativas, mas não temos o que fazer. Nunca foi intenção da empresa parar um negócio por parar. Mas ficou inviável”, explica o gerente comercial.

Fonte: DN Sul

Linha do Belchior tem novo itinerário

A Prefeitura Municipal de Gaspar, por meio da Superintendência de Trânsito, informa que os ônibus da Linha Belchior tiveram seu itinerário modificado nas imediações do Loteamento da Margem Esquerda. As mudanças foram realizadas a fim de proporcionar mais segurança aos usuários do Transporte Coletivo Urbano de Gaspar, devido às obras de duplicação da BR-470.

Fonte: Prefeitura de Gaspar

Entenda as mudanças

Os ônibus da linha Terminal x Belchior passaram a entrar na Rua Carlos Roberto Schramm, pelo novo trevo da BR-470. Seguem até a Mercearia localizada no loteamento, retornam até o trevo de acesso e seguem para o Belchior.

Somente no horário das 11h20min o ônibus da não entra na Rua Carlos Roberto Schramm, seguindo direto pela BR-470. Neste caso, os usuários podem permanecer no ônibus e desembarcar no loteamento quando o ônibus retorna para o Terminal.

Na linha Belchior x Terminal, os ônibus entram na Rua Carlos Roberto Schramm e seguem até a Mercearia localizada no loteamento, depois acessam a BR-470 pelo novo trevo de acesso, seguindo para o Terminal.

Fonte: Prefeitura de Gaspar

Ônibus canadense vai a leilão em Gaspar

A Prefeitura Municipal de Gaspar fará o leilão online e presencial de diversos bens inservíveis ao município, e um deles é o famoso ônibus Ford doado pelo Canadá no ano de 1996.

Contamos a história dele na matéria Canadense Gasparense, publicada em 2014. Àquela época ele já estava encostado pois não obteve nenhum interessado no leilão de 2013.

Foto: Leiloeiro Leilões

Foto: Leiloeiro Leilões

Foto: Leiloeiro Leilões

Amanhã (07/02/2018) serão efetivados os lances online e também será realizado um leilão presencial na sede da Diretoria de Trânsito de Gaspar a partir das 9h. Vamos ver se dessa vez o “Fordão” ganha um novo proprietário.

Reunidas renova sua frota em busca de retomar o mercado

A Reunidas enfrenta uma grave crise financeira há quase dez anos. No período entre 2010 e 2015 a empresa adquiriu apenas dois ônibus, o que não significa praticamente nada em meio a uma frota de mais de 300 veículos. Desta forma a idade média de sua frota ficou muito alta, pois possuía dezenas – até centenas – de unidades fabricadas ainda nos anos 1980 e 1990 em operação contínua.

Veículo ano 1997 retirado de circulação com a renovação de frota

No ano de 2015 a empresa vendeu várias de suas linhas; gerando assim alguma entrada significativa em seu caixa para renovar a sua frota. Além disso, houve o acréscimo de alguns veículos arrendados, transferidos para a empresa por algum investidor do estado de São Paulo.

Veículos incorporados a frota

Ao todo foram adquiridos ou arrendados 60 ônibus nos últimos dois anos. Estas unidades foram produzidas entre os anos de 2009 e 2015.

QuantidadeCarroceriaChassis
25Marcopolo Paradiso G7 1200Mercedes-Benz O-500RS
2Marcopolo Paradiso G7 1200Scania K-380
3Marcopolo Paradiso G7 1200Scania K-340
1Marcopolo Paradiso G7 1600 LDScania K-400IB
1Marcopolo Paradiso G7 1600 LDMercedes-Benz O-500RSD Euro V
12Marcopolo Viaggio G7 1050Scania K-310
10Marcopolo Paradiso G6 1550 LDScania K-380
3Marcopolo Paradiso G6 1800 DDScania K-380
3Marcopolo Paradiso G6 1800 DDMercedes-Benz O-500RSD

Alguns dos 60 veículos incorporados à frota. Fotos: Renato de Aguiar

Resultados

Não temos acesso a informações relativas a quantidade de passageiros ou índice de satisfação dos clientes, mas estas 60 unidades incorporadas à frota – ainda que seminovas – trazem uma melhora significativa na confiabilidade da Reunidas. Estes veículos entraram no lugar de ônibus dez ou quinze anos mais antigos, e são muito mais modernos, confiáveis e tecnológicos.

Além de reduzir a quantidade de linhas, com esta grande renovação em sua frota a Reunidas deixou de operar com seus veículos abaixo do ano 2000, pelo menos em linhas longas; o que era muito comum até 2015.

Esperamos poder voltar a ver a Reunidas adquirindo veículos novos, e que ela retome a importância e o respeito que teve até o início dos anos 2000.

Transporte coletivo terá horário especial para o carnaval em Joinville

As empresas concessionárias do transporte público de passageiros de Joinville informam os horários do serviço durante o período de Carnaval.

Na segunda-feira, dia 12 de fevereiro, o transporte coletivo urbano de Joinville irá operar com horário de sábado. No dia 13, terça-feira de Carnaval, os ônibus irão circular com horário especial.

As informações sobre os horários do transporte coletivo podem ser obtidas pelo SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente, no telefone 0800 47 5001 (a ligação é gratuita), no site onibus.info no navegador do computador, tablet ou smartphone ou nos terminais/estações com os supervisores.

Fonte: A Notícia

Assinada ordem de serviço para o conserto do telhado do Terminal Fonte

Nesta quarta-feira, dia 31, a Prefeitura de Blumenau, por meio do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes (Seterb), assinou a ordem de serviço para conserto do telhado do Terminal Fonte, que teve uma parte da estrutura metálica danificada em virtude da queda de uma árvore.

Os reparos ficarão sob responsabilidade da empresa Di Fatto Indústria e Comércio Ltda, vencedora da licitação. O investimento, no valor de R$ 153 mil, será pago com recursos da outorga da concessão do transporte coletivo. O prazo de execução dos serviços é de 90 dias.

Assessora de comunicação: Juliana Damian Silva

Fonte: Seterb

1 2 3 42