Categorias
Vale do Itajaí

Detalhes sobre a operação da Safira em Gaspar

A Coletivos Safira assumiu as operações do transporte coletivo de Gaspar. O serviço será iniciado na próxima segunda-feira (22/06/2020).

Valores

O valor da passagem será de R$ 4,30 para pagamento através de cartão e de R$ 4,50 para pagamento em dinheiro.

O passe escolar terá custo de R$ 2,15 a partir do retorno das aulas na cidade.

Linhas

Houve um enxugamento nas linhas municipais de Gaspar e – por tempo indeterminado – a Safira terá uma operação conjunta com a Verde Vale.

As linhas municipais Bela Vista, Lagoa e Pocinho serão operadas em conjunto com as intermunicipais Gaspar x Blumenau, Gaspar x Baú e Gaspar x Ilhota, respectivamente. Lembrando que as linhas intermunicipais tiveram seu trajeto alterado e passarão a atender a partir do Terminal Rodoviário.

Na prática isto quer dizer que em alguns horários – ou quase todos – os passageiros que desejarem ir do Terminal Urbano ao Bela Vista, por exemplo, utilizarão o ônibus da linha Gaspar x Blumenau que sairá do Terminal Rodoviário.

Horários

As tabelas de horários para dias úteis e finais de semana foram divulgadas através da Prefeitura de Gaspar e estão disponíveis a seguir.

Medidas de segurança

A liberação das atividades de transporte coletivo possui uma série de restrições e obrigações por parte de empresas, funcionários e usuários.

Para usuários e trabalhadores será obrigatório o uso de máscaras e será disponibilizado álcool em gel nos ônibus e no Terminal.

Os ônibus poderão circular com capacidade máxima de 60% e serão higienizados ao término de cada viagem.

Opinião

Ainda não foi divulgado se a operação conjunta entre Coletivo Safira e Verde Vale será somente nesse período de pandemia ou se prosseguirá após a normalização das atividades na região.

Independente de concessões estaduais ou municipais, a unificação de algumas linhas busca reduzir os custos das empresas operadoras e – consequentemente – dos usuários do transporte.

Ficamos no aguardo da nova operação para poder trazer uma melhor análise sobre o assunto.

Categorias
Vale do Itajaí

Linhas da Verde Vale utilizarão Terminal de Gaspar

A partir da próxima segunda-feira (22/06) será retomado o transporte intermunicipal ligando Blumenau, Gaspar e Ilhota. O serviço está fora de circulação desde 18/03/2020.

A Verde Vale modificou o trajeto de suas linhas, utilizando a partir de agora o Terminal Rodoviário de Gaspar como início e término das linhas.

Linhas intermunicipais

Exceto a linha Blumenau x Baú, as demais linhas da Verde Vale utilizarão o Terminal Rodoviário de Gaspar como ponto de partida e chegada. Com isso a tradicional linha Blumenau x Ilhota está extinta.

Portanto, as linhas que permanecem em operação são Gaspar x Blumenau, Gaspar x Ilhota e Gaspar x Baú – ambas saindo e chegando no Terminal Rodoviário de Gaspar – além da linha Blumenau x Baú, que passa pela BR-470. Lembrando que Blumenau x Baú ainda não será retomada.

Confira abaixo a tabela de horários a partir de 22/06/2020 disponibilizada pela Verde Vale.

Opinião

Essa modificação já deveria ter sido implementada há muitos anos.

Desde os tempos de Viação Do Vale – posteriormente Coletivo Caturani – havia a reclamação de que a Verde Vale retirava clientes das operadoras urbanas através de suas linhas intermunicipais.

A Coletivo Safira – nova empresa de transporte urbano – pertence ao mesmo grupo empresarial da Verde Vale. Em conjunto com a Prefeitura de Gaspar optou-se por utilizar o Terminal Rodoviário para o início e término das linhas.

Categorias
Debate

Decadência

A demanda pelo transporte coletivo urbano vem sendo reduzida nos últimos anos. Mesmo analisando a realidade de Santa Catarina, isso parece se repetir em todo o país.

O mercado vai mudando e evoluindo constantemente.

Empresas tradicionais, principalmente, acabam tendo dificuldades em se adaptar a diferentes situações devido a estrutura administrativa engessada.

O poder concedente também não se adapta a realidade, muitas vezes exigindo das empresas o cumprimento de horários e linhas sem demanda.

Estrutura

Terminais

Quando o assunto é infraestrutura, certamente o Brasil está muito atrasado. Estamos falando da falta de estradas, portos, aeroportos, ferrovias e tudo mais. Mas para não fugir do assunto principal, vamos falar somente em estruturas relacionadas ao transporte coletivo.

Já estive em diversos terminais do Vale do Itajaí e pude observar que na maioria deles o usuário não possui nem banheiro adequado e limpo para utilizar.

Um espaço desses precisa ter uma estrutura mínima para que o usuário se sinta confortável enquanto aguarda sua conexão. Bancos, lixeiras, banheiro adequado e segurança são o mínimo que precisa ser oferecido ao usuário.

Pontos de ônibus

Em relação aos pontos de ônibus, não adianta enfeitar, fazer as laterais de vidro e tal. Quinze dias já são suficientes para que os vândalos acabem com tudo.

Precisam fazer algum modelo de concreto – pré-moldado – trazer com guindaste e fixar no local. É o simples, somente isso.

Precisa ter iluminação adequada a noite e manutenção preventiva. Cansei de pegar ônibus em locais escuros, com teias de aranhas e goteiras.

Ônibus

Em um sistema de transporte o que menos importa é o ônibus. Claro que o veículo precisa estar em condições de uso e oferecer segurança aos passageiros. Mas avaliá-lo somente pelo seu ano de fabricação não é nada interessante.

O pessoal que curte ônibus vai ficar bravo comigo, mas também não adianta colocar um ônibus de motor traseiro – mais confortável, porém mais caro – para operar em um sistema mal estruturado.

É fundamental conhecer o sistema de transporte coletivo e adequar a frota ao serviço oferecido. Cada modelo de ônibus possui sua especificidade e aplicação e essas informações precisam ser respeitadas.

Não parece tão difícil, mas geralmente os três parágrafos anteriores não fazem parte da política de empresas e órgãos governamentais.

Tecnologia

Nem todos os usuários do transporte coletivo possuem celular e estão conectados na internet. Mas nos dias de hoje é impossível imaginar um bom sistema de transporte coletivo sem a utilização de aplicativos para consulta de horários e compra de passagens.

Existem excelentes sistemas disponíveis no mercado, mas deveriam ser unificados entre si e melhor alimentados para disponibilizar a informação correta ao usuário.

Não conheço ninguém que goste de ficar ‘plantado’ esperando um ônibus. Através de aplicativo – entre outras funções – o usuário pode acompanhar seu ônibus em tempo real.

Conclusão

Os problemas apontados nesse pequeno texto não são tantos assim. Em breve vou falar de outros. Mas são falhas que fazem com que o usuário perca a confiança e paciência com o transporte coletivo.

Hoje está mais fácil ter moto ou carro e o passageiro não é mais ‘refém’ do ônibus como foi no passado. Dessa forma, é bem mais fácil ele simplesmente abandonar o ônibus e colocar nas ruas mais um veículo de uso individual, enchendo ainda mais os centros urbanos.

Não há nada fora da realidade ou que não seja possível resolver com um pouco de planejamento e direcionamento. É preciso enxergar a realidade, perceber o que o consumidor quer e fazer as coisas de maneira simples.

Não é tão difícil.

Categorias
Vale do Itajaí

Impactos no Vale do Itajaí

Nos últimos três meses, o funcionamento de toda a sociedade foi alterado drasticamente devido a pandemia de coronavírus.

Isso não é novidade pra ninguém. Basta abrir qualquer site de notícias na internet que todas as informações estarão lá, de forma clara e – quase sempre – parcial.

Como o próprio título descreve, nessa matéria serão apresentados os impactos gerados para as empresas, passageiros e demais interessados no transporte coletivo no Vale do Itajaí.

A circulação de ônibus urbanos, intermunicipais, interestaduais e internacionais está suspensa em Santa Catarina desde 18/03/2020.

Urbanos

Blumenau
Linha exclusiva para profissionais da saúde

A BluMob está praticamente fora de operação, utilizando somente quatro ônibus da frota para executar as linhas da saúde.

A previsão é de que o transporte coletivo retorne em 15/06/2020. Ainda assim, restrições serão aplicadas, tais como a testagem de todos os profissionais, lotação máxima de 60% nos ônibus, entre outros.

Brusque

O transporte coletivo – operado pelo Nosso Brusque – será retomado em 08/06/2020 seguindo protocolos bastante claros estabelecidos pela autoridade municipal.

A capacidade máxima de cada veículo será igual ao número de assentos, ou seja, os passageiros deverão viajar sentados. Além disso, será obrigatório manter seus pertences – bolsas, por exemplo – no colo, efetuar o pagamento através de cartão, manter todas as janelas abertas, entre outros.

As medidas adotadas na cidade são um pouco diferentes de outros municípios da região, mas parecem ser mais claras e objetivas. A Prefeitura de Brusque já tinha o retorno do transporte coletivo planejado há algum tempo, por isso as medidas já estão melhor definidas.

Gaspar
A Coletivo Caturani encerrou suas atividades

A Coletivo Caturani operava o transporte urbano desde 2016, mas em meio a pandemia demitiu todos os seus funcionários. O contrato emergencial venceu no final de março.

O transporte coletivo será retomado em 22/06/2020 e será operado pela Safira. A empresa operará sob contrato emergencial válido por 180 dias, prorrogável ao término desse período.

Rio do Sul

A Ônibus Circular voltará a atender no dia 08/06/2020. Assim como as demais cidades, medidas sanitárias serão adotadas para a segurança dos usuários e trabalhadores.

Intermunicipais

O transporte intermunicipal deverá ser retomado em 22/06/2020 no Médio Vale. A retomada ocorrerá conforme decisão conjunta da AMMVI (Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí). Os principais membros da AMMVI são Blumenau, Brusque, Gaspar, Indaial, Pomerode e Timbó.

No Alto Vale, os serviços intermunicipais serão retomados gradativamente a partir de 08/06/2020.

No Litoral, Balneário Camboriú é uma das cidades onde o serviço intermunicipal será retomado em 08/06/2020.

Em todos os casos, medidas sanitárias serão adotadas pelos municípios para evitar a disseminação do coronavírus.

Interestaduais, Internacionais e Turismo

O transporte coletivo segue suspenso pelo menos até 02/08/2020 para linhas interestaduais e internacionais, bem como para fretamento e turismo.

Empresas e lideranças temem pelos prejuízos financeiros para esses setores, porém no momento se encontram sem outra solução já que as autoridades precisam continuar o combate ao coronavírus.

Categorias
Vale do Itajaí

Safira assume transporte em Gaspar

Nessa semana a Prefeitura de Gaspar anunciou que a Safira Transportes Coletivos será a nova operadora do transporte urbano municipal.

Fundada no ano de 2016, a Safira faz parte do mesmo grupo empresarial da Verde Vale.

Ainda não foram definidos detalhes da operação, mas os serviços deverão ser iniciados no dia 22/06/2020.

Categorias
Santa Catarina

Transporte coletivo continua suspenso

Conforme o pronunciamento do governador Carlos Moisés (PSL), o transporte coletivo municipal, intermunicipal, interestadual e internacional permanecerá suspenso em todo o estado de Santa Catarina pelo menos até o final de abril devido a pandemia mundial de coronavírus.

No estado, ao menos duas empresas de transporte coletivo já fecharam suas portas, e este número deverá aumentar nas próximas semanas. Com os serviços suspensos desde 18 de março, muitas empresas do setor estão sem ‘caixa’ para arcar com as despesas mensais.

Se as medidas adotadas pelo governador são boas ou ruins não nos cabe discutir. Certamente a equipe do governo leva em consideração o efeito econômico, mas dá mais importância para a preservação de vidas.

Quatro linhas especiais estão sendo disponibilizadas em Blumenau

Profissionais da saúde

Algumas linhas de ônibus especiais para profissionais da saúde estão sendo disponibilizadas em Florianópolis, Joinville e Blumenau.

Para adentrar nestes ônibus o usuário precisa comprovar que é trabalhador do setor da saúde. Além disso, é obrigatório a utilização de máscaras.

Categorias
Vale do Itajaí

Gaspar fica sem transporte coletivo

Em reunião com seus funcionários nesta manhã, a administração da Coletivo Caturani anunciou a demissão de todos os seus colaboradores. A empresa é responsável pela operação do transporte coletivo em Gaspar desde 04/10/2016.

Conforme nota oficial disponibilizada pela empresa, as rescisões contratuais foram efetuadas de forma a garantir que seus funcionários tenham acesso ãs verbas rescisórias e ao seguro desemprego.

Os motivos desta atitude são relacionados a pandemia mundial de coronavirus, tais como o fechamento das escolas, do comércio em geral e de empresas prestadoras de serviços não essenciais. Além disso, o serviço de transporte coletivo está suspenso desde o dia 18 de março.

Sendo assim, a empresa encontrou-se sem dinheiro em caixa para honrar seus compromissos com funcionários e demais credores.

Coletivo Caturani está sem contrato para operar o transporte coletivo em Gaspar

E agora?

Desde 2016 operando sob contrato emergencial com a Prefeitura de Gaspar, a empresa se disponibiliza a continuar oferecendo os serviços após o término da pandemia de coronavírus.

Porém, conforme a nota disponibilizada pela empresa, a Prefeitura de Gaspar precisaria aumentar o valor das passagens ou disponibilizar subsídios financeiros para cobrir os custos do serviço. Segundo a Caturani, as receitas atuais não cobrem os custos da operação.

Neste momento o contrato emergencial está vencido e as partes não chegaram a nenhum acordo sobre a continuidade dos serviços após a liberação por parte do governo estadual.

Em breve traremos mais informações sobre este caso.