Categorias
Notícias

Nova empresa no transporte coletivo de Gaspar

Exatamente um ano após a contratação da Coletivo Safira, a Prefeitura de Gaspar acaba de assinar o contrato com a Expresso Presidente Getúlio. A empresa funciona desde 1972 e possui sede na cidade de Presidente Getúlio. O contrato tem prazo de um ano, prorrogável se necessário.

Imagem: Diego Lip

O contrato de prestação de serviços foi assinado na segunda-feira (21/06). O documento prevê que a contratada entre em atividade em até quinze dias. Sendo assim, a Presidente deve entrar em operação até 06/07/2021.

O edital teve quatro empresas interessadas – Hodiérna, Transpiedade, Melissatur e Presidente – sendo que no dia da abertura dos envelopes a empresa Hodiérna foi eliminada devido a falta de alguns documentos solicitados.

Tarifa

O valor da tarifa paga pelo usuário será definido pela Prefeitura, mas no momento deverá permanecer o mesmo (R$ 4,30 e R$ 4,50 para as tarifas antecipada e embarcada, respectivamente).

Neste modelo de contrato híbrido (assim denominado pela Prefeitura) nada muda para a empresa se o valor da passagem aumentar ou diminuir, visto que seu faturamento já está garantido independente da quantidade de passageiros pagantes. Deverá, porém, cumprir integralmente os horários conforme solicitados na assinatura do contrato.

Subsídios

A Prefeitura de Gaspar estará subsidiando a empresa. O valor solicitado pela contratada foi o menor entre as interessadas e ficou em R$ 7,32 por quilômetro rodado. A tabela de linhas totaliza 84 mil quilômetros mensais. Dessa forma, o faturamento da empresa ao longo de um ano de contrato será de R$ 7.378.560,00.

A diferença entre o valor arrecadado com as passagens e o valor solicitado pela empresa será custeada pela municipalidade e pago quinzenalmente.

A empresa arcará com os seus custos diretos e a Prefeitura será responsável pela manutenção e conservação do Terminal Urbano.

Imagem: Alexandre Francisco Gonçalves

Frota

No edital foi solicitada a frota de 22 ônibus. Todos os veículos devem ter a mesma identidade visual, para padronizar a frota e deixar o serviço mais organizado. A idade máxima permitida é de dez anos e a idade média deverá ser menor de cinco anos.

Penalidades

O contrato firmado entre a Prefeitura de Gaspar e a Expresso Presidente prevê severas penalidades para a empresa em caso de descumprimento. Possivelmente essas penalidades foram adicionadas ao contrato para evitar o que ocorreu com a Coletivo Safira em abril de 2020, quando a empresa reduziu horários e linhas de maneira unilateral.

Nos próximos dias traremos mais informações a respeito do início das operações da Expresso Presidente em Gaspar.

Deixe uma resposta